“Sustentabilidade financeira de corpos artísticos”

O Fórum de Gestão Orquestral e Compromisso Social é um evento da Orquestra Sinfônica da Unicamp (OSU) destinado à atualização de pessoas vinculadas a orquestras sinfônicas ou instituições relacionadas da região sul e sudeste do Brasil, no que se refere a questões de planejamento artístico e administrativo. Esta edição será dedicada às questões de sustentabilidade financeira dos corpos artísticos, incluindo discussões sobre modelos de atuação e financiamento referentes a atividades artísticas e culturais vizinhas, como, por exemplo, nas artes plásticas. Desta maneira, o fórum amplia seu caráter interdisciplinar e propõe palestras e discussões sobre ferramentas que auxiliam na prospecção de recursos para projetos culturais de diferentes iniciativas, impulsionando ideias de financiamento no setor da música sinfônica.

Abaixo o link para efetuar a sua inscrição:

https://www.foruns.unicamp.br/eventos/sustentabilidade-financeira-de-corpos-artisticos

Pelé, o nascimento de uma lenda

Pelé, o filme.

Pelé, o nascimento de uma lenda. filme dos diretores Jeff e Michael Zimbalist, que convida os atores Kevin de Paula, Leonardo L. Carvalho, Seu Jorge e Milton Gonçalves para os principais personagens. É uma produção norte americana, de 2016.

Ao observar alguns comentários, de críticos de cinema brasileiros, os avalio como extremamente apequenados.

Parecem vitimas da epidemia e síndrome de “o que se exalta sobre o Brasil não tem valor, não merece ser mostrado”.

Considero o filme de excelente produção cinematográfica, um roteiro bem produzido, com sequências de emoção e dinâmicas que não deixam o público entediado.

O filme tem uma pegada vibrante, com uma seleção musical integrada. Excelente oportunidade aos professores e educadores sociais debaterem sobre a realidade brasileira, principalmente se produzirem uma dupla apresentação com o Black Panther. Um herói dos quadrinhos a se comparar com um personagem histórico, de reconhecimento internacional pelos seus feitos. Uma oportunidade interessante para se discutir a importância das relações familiares, do apoio dos amigos de infância e do território de moradia, dos desafios que a vida proporciona, da importância da ponderação nas tomadas de decisão, da temática da negritude no Brasil e no mundo, do bullying e dos preconceitos.

É relativizado o debate sobre o que é verídico ou ficção, pois todo filme é, por natureza, uma ficção, e na verdade reflete o olhar do roteirista e do cineasta. Neste caso, em ambos os filmes, há o debate sobre o respeito aos valores humanos e há a imbricação com a afetividade.

Odair Marques da Silva,  2018, www.gpsdacultura.com.br.

16ª Semana Nacional de Museus IBRAM,

A GAIA – Galeria de Arte do Instituto de Artes da UNICAMP está participando da 16ª Semana Nacional de Museus IBRAM, evento organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus entre os dias 14 a 20 de maio de 2018, compartilhando e incentivando as reflexões propostas pelas instituições envolvidas em todos os Estados e no Distrito Federal.  Convidamos toda a comunidade para discutir e trocar experiências sobre o tema sugerido pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus:  Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos.(Programação Nacional da 16ª Semana de Museus: http://www.museus.gov.br/)
 
PROGRAMAÇÃO da Galeria de Arte do Instituto de Artes – GAIA | Universidade Estadual de Campinas – SP:
 
Dia 14/05, das 9h às 17h:
EXPOSIÇÃO: Experimentações da Arte em Projeto – coletiva PERCURSOS E PROCESSOS: Graduação em Artes Visuais IA UNICAMP – turma 2017.  
Local: GAIA UNICAMP.
 
Dia 15 de maio, das 9h às 17h:
OFICINA: CIANOTIPIA, A FOTOGRAFIA SEM CÂMERA, ministrada pela artista Profa.Ms. Ligia Minami.  (10 vagas – inscrições na GAIA)
EXPOSIÇÃO “PAISAGEM CINZA” – artista Andrea Tomazella (Seleção de Projetos – Convocatória GAIA 2017).  Parceria GAIA e BCCL UNICAMP.

Visitação: 10 de maio a 08 de junho de 2018.
Local: Espaço Cultural Hall 1 –  Biblioteca Central “César Lattes” UNICAMP.

De 14 a 18/06/2018, das 9h às 17h: 
Programa Educativo GAIA UNICAMP:
Atendimento aos visitantes das exposições e realização de atividades periódicas para alunos da rede pública e particular da região metropolitana de Campinas/SP. 
Local: GAIA e Espaço Cultural Hall 1 BCCL UNICAMP.
ENTRADA FRANCA PARA TODAS AS ATIVIDADES DA SEMANA.
 
Realização da 16ª Semana Nacional de Museus na Galeria do Instituto de Artes da UNICAMP-GAIA.
Coordenação GAIA UNICAMP: Prof.ª Drª Ivanir Cozeniosque.
Endereço GAIA e Espaço Cultural Hall 1 – BCCL UNICAMP:
Rua Sérgio Buarque de Holanda, s/nº (Térreo)
Cidade Universitária ‘Zeferino Vaz’. Barão Geraldo – Campinas/SP.
(19) 3521-6561 e (19) 3521-7453    
www.iar.unicamp.br/  e-mail: galeria@iar.unicamp.br

Elesbão, um sonho de liberdade!

No próximo dia 14 de abril, a partir das 19h00, o Teatro TAO recebe um coletivo de artistas na encenação “Elesbão, um sonho de liberdade”, baseado no livro do pesquisador Valdir Oliveira.

A peça narra a história da cidade de Campinas e do escravizado Elesbão, provavelmente o primeiro escravizado enforcado e decapitado abrindo o precedente para enforcamentos públicos na cidade de Campinas, no período do Império. O texto contará, por meio de narrações, encenação, dança e música a história desse drama humano e o julgamento, condenação e execução do jovem escravizado Elesbão, expondo reflexões atuais e instigantes.

Cabeça de Nego

O material musical de cada composição está permeado pela vivência e choque com a realidade, sendo decodificado em sambas, forró, jazz, baião, pop; tendo como principais inspirações outros/as compositores/as negros como Baden Powell, Miles Davis, Ornette Coleman, Candeia, Wilson Moreira, Juçara Marçal, Christian Scott Adjunte, John Coltrane, Luiz Gonzaga, Sonny Sharrock e Moacir Santos. Inspirações singulares firmadas em melodias simples com forte apelo rítmico e muita pressão sonora.

Músicas:

1 – O Senhor das Cabaças

2 – Pagando de Quebrada

3 – One Drop Rule

Links

https://www.youtube.com/channel/UCDx1ml9_FtB9PnyT_7eYlbQ

https://www.onerpm.com/disco/album?preview=y

https://open.spotify.com/album/3Dj2qFEgNCBDswkZgBRAzK

https://play.google.com/store/music/album/Du_Kiddy_Cabe%C3%A7a_de_Nego?id=Brlhzted5lywtmics4ere4kqpq4&hl=en

https://www.deezer.com/br/album/57551662

Visite nossa página no Face

Du Kiddy Artivista

fb.me/dukiddyartivista

Ficha Técnica:

Du Kiddy*: Guitarra e composições

Wesley do Prado Reis: Saxofone Tenor

Ariel Coelho: Bateria

Produzido por: Du Kiddy e Gina Monge.

Gravado no Espaço Som no dia 11 de Janeiro de 2018.

Mixado e masterizado por: Eddi Andrade.

Arte da capa: Helen Aguiar

Fotos e Vídeos: Iuri Lannes

 

*Du Kiddy: Violonista, guitarrista, compositor, produtor e artivista paulistano. Músico formado em violão popular pela EMESP Tom Jobim de São Paulo, graduando do curso de música na UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas – . Como músico possui uma série de composições originais, assim como ampla experiência na cena noturna paulistana, participou do Festival Certame da Canção de Tatuí de 2014 e ficou entre os finalistas do festival, tem dividido o palco com músicos como Chico César, Dani Black, Tulipa Ruiz, Ytallo Bezerra e Washington da Portela.

Contato: dukiddyoficial@gmail.com

            (11) 95842 9547

FEVERESTIVAL 2018 – Campinas

“Escuta o canto do ser. Ele tem mais de mil vozes.
Olha a dança do ser. Ela tem mais de mil passos”
Luiz Carlos Maciel (1938-2017)

É com essa citação do jornalista, diretor de teatro e roteirista de cinema e cofundador do jornal O Pasquim, falecido durante os trabalhos de curadoria deste ano, que a equipe organizadora do 14º Feverestival lança, nesta semana, a programação do evento, com inúmeras atrações artísticas para crianças e adultos, espalhadas em espaços culturais de bairros como Vila Industrial, Guanabara e o distrito de Barão Geraldo. O mote é o “Território do Encontro”, com forma de “estimular o caos, redes e pontes para ressignificar espaços, ocupar ruas, criar memórias afetivas e expressões múltiplas”, define a coordenadora geral do evento, Cynthia Margareth.

informações: http://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2018/02/08/festival-internacional-de-teatro-de-campinas-acontece-em-varios-locais-entre-17

 

Contribuição de Bourdieu sobre a Cultura

Livro gratuito por download. 

Editado pela Garamond com apoio da FAPERJ, e-book Pierre Bourdieu e a produção social da cultura, do conhecimento e da informação está disponível para download gratuitamente. Organizado pelos pesquisadores Regina Marteleto e Ricardo Pimenta, do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação do IBICT-UFRJ, o livro-coletânea conta com a contribuição de autores das áreas de ciência da informação, comunicação, saúde, arquitetura e urbanismo, museologia, ciências sociais, que analisam diferentes formas de aplicação dos conceitos e métodos produzidos por Pierre Bourdieu, em seus respectivos campos de inserção científica.

Conforme os organizadores, a obra pretende ainda fornecer um guia de leitura da obra do sociólogo francês para a reflexão crítica das formas sociais de produção do conhecimento, obra inovadora proposta pela ciência da informação, como tributo às contribuições das ideias de Pierre Bourdieu nesse campo de estudos.

fonte: http://biblioo.cartacapital.com.br/livro-destaca-contribuicao-de-pierre-bourdieu-para-producao-social-da-cultura-do-conhecimento-e-da-informacao/

Feira SUB de Campinas abre inscrição

O projeto Cultural SUB, que tem como pilar principal a realização da Feira SUB de Arte Impressa e Publicações Independentes, já tem uma grande novidade neste ano. É a Residência SUB 2018, projeto de residência artística com foco em livros de artista, resultado da parceria entre a Feira SUB e o Coletivo Contracouchê, a ser realizada de março a setembro de 2018 em Campinas (SP). A artista visual Ludmila Porto, integrante do Coletivo, coordenará o projeto da residência, direcionando os encontros com os artistas selecionados. A Feira SUB acontece uma vez por ano, em setembro, na cidade de Campinas. O resultado do trabalho artístico de cada participante será apresentado na edição de 2018 da Feira. Em 2017 a Feira SUB teve a parceria da Agência Social de Notícias.
fonte: http://agenciasn.com.br/arquivos/12371

MASP anuncia de exposições em 2018

Programação MASP para 2018 O MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand) anuncia sua programação de exposições para 2018. Nove mostras já estão confirmadas, entre coletivas e individuais, todas idealizadas e produzidas pela equipe curatorial e demais núcleos do Museu. No ano que marca os 130 anos da assinatura da Lei Áurea, uma das últimas estabelecidas pelo Império Brasileiro, que aboliu oficialmente a escravidão, o foco temático a permear toda a programação do MASP trata das histórias e narrativas afro-atlânticas. Essas se referem não só ao processo de escravização das populações africanas em territórios americanos, caribenhos e europeus, mas também às trocas bilaterais – culturais, simbólicas, artísticas, etc. – entre esses povos atlânticos, desde o século 16.

fonte: http://www.infoartsp.com.br/noticias/masp-anuncia-programacao-de-exposicoes-em-2018/

X